terça-feira, 20 de julho de 2010

Um dia frio...

...Um bom lugar pra ler um livro. E o pensamento lá em você... ♫

Eu não me conheço bem. Eu não tenho talento para ouvir meu coração mas, ele predomina. Tento não pensar, mas logo penso. Tento não enxergar mas eu vejo.Tento não saber, mas no fundo eu sei. Presumo que tudo o que faça, pense, o envolva de alguma forma...Isso é grave, não ser dono do seu próprio pensamento, é triste.

  1. Acordar, tomar uma decisão (de novo)
  2. Pegar um bom livro pra ler
  3. Ocupar a mente com coisas novas
  4. Esquecer de tudo, você faz parte do tudo.

Eram só planos. Eu me sinto fragilizada e escrava desse sentimento...Um bom livro, um daqueles que eu adorava ler e um dia frio como eu tanto gosto. Aquelas folhas secas pelo chão, aquele vento bom balançando as cortinas do quarto e alguns pingos de chuva na janela. A minha música favorita tocando ao fundo, uma caneca de chocolate quente na mão [...]Tudo basicamente perfeito pra relaxar e pensar em coisas boas. Me pergunto todos os dias como é possível um pensamento tão fixado dessa maneira, tão desprendido das outras coisas, qualquer outra coisa. É você, é essa saudade, é essa dor. Como você foi parar dentro de mim? Qual é o nome dessa droga? Um elogio: é uma boa droga, viciante, tenho que admitir. Sinceramente, não lembro de ter doado meus pensamentos, muito menos leiloado meu coração...Ainda mais por um preço tão barato desse, apenas um olhar, esse é o preço.

(Vanessa Dutra)








1 comentários:

Podolski disse...

Vanessaa!
Nem sei se vc lembra da minha existência. Sou eu, o ex tekiila do meadd :D

Que bom que agora é blogueira. Apropósito, eu tô sentindo a mesma coisa descrita no texto. É um beco sem saída, tenho que admitir. O remédio: um outro alguém. Que realmente vale a pena, isso tem que ser frisado. E esse alguém: só Deus pra ser tão perfeito assim, rs.

Beijos, continue escrevendo.

Postar um comentário