sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Parecia nunca ter fim.


Enquanto o tempo passava, as coisas pareciam estar cada vez mais distantes de mim...

Era incrível como eu não sentia o chão. As cores mortas me encantavam mais que as cores vivas, que aliás eu não conseguia ver. O relógio estava tão lerdo quanto o meu pensamento. Não tinha certeza se as horas demoravam a passar ou se passavam rápido demais. Isso tudo é culpa da sua ausência? Ou da minha fraqueza? Ilusão, apenas isso! O sonho acabou e no final me vejo sozinha outra vez...Sem você, sem o ''nós dois'' que eu sempre fantasiei...Não sei nem se você existiu ou se era apenas o complemento das minhas noites mal dormidas...Só sei que era verdadeiro, intenso, até demais. Eu podia sentir você dentro de mim e isso parecia que nunca ia ter fim. [...]

(Vanessa Dutra)

Essa foto é nova (minha, claro!), o texto é que é meio velho, apenas reeditei.
Um beijo, obrigado aos leitores pelo carinho :*

1 comentários:

TR disse...

Essa foto ficou demais *-* E o texto é ótimo!

Postar um comentário